Linux repositories inspector
Projecto Debian

fakeroot

tool for simulating superuser privileges

NOME

faked - daemon que recorda as propriedades/permissões falsas dos ficheiros manipulados por processos do fakeroot.

SINOPSE

faked [--debug] [--foreground] [--cleanup] [--key chave-msg] [--load] [--save-file save-file] [--port porto-TCP]

DESCRIÇÃO

Se um processo do fakeroot quiser alterar a propriedade de um ficheiro, então o faked é o processo que se lembra desse novo proprietário. Se mais tarde o mesmo processo do fakeroot fizer um stat() para esse nome de ficheiro, então a chamada stat() envolvida pela libfakeroot irá primeiro perguntar ao faked pela propriedade falsa e etc desse ficheiro, e depois reporta-a.

OPÇÕES

--debug Escreve informação de depuração no stderr
--foreground
Não faz fork para segundo plano.
--cleanup número
Limpa os semáforos.
--key key-number
Não aloca um novo canal de comunicação, mas usa o canal especificado pela chave. (Se o canal especificado não existir, é criado).
--save-file save-file
Grava o ambiente no save-file ao terminar.
--load Carrega um ambiente previamente guardado a partir da entrada standard.
--unknown-is-real
Usa a propriedade real de ficheiros previamente-desconhecidos em vez de os definir para root:root.
--port porto-tcp
Usa o porto TCP porto-tcp.

BUGS

Nenhum até agora. Não obstante fica avisado: apesar de eu ter escrito programas muito maiores (e menores), Eu nunca tinha escrito algo tão minúsculo como o fakeroot, tive tantos bugs como o fakeroot, e mesmo assim foi tão utilizável como, digamos, o fakeroot versão 0.0_3, a primeira versão que podia ser usada para se compilar a si própria.

COPIAR

fakeroot é distribuído sob a GNU General Public License. (GPL 2.0 ou superior).

AUTORES

joost witteveen
<>
Clint Adams
<>
Timo Savola

TRADUTOR

Américo Monteiro <>

PÁGINA DE MANUAL

a maioria por J.H.M. Dassen <> modificações/adições por joost e Clint.

VEJA TAMBÉM

fakeroot(1), dpkg-buildpackage(1), debuild(1) /usr/share/doc/fakeroot/DEBUG
⇧ Top